Congresso APED marcado pelo sucesso

Congresso-APED_1.jpg

O Congresso “Crescer com o Consumidor”, iniciativa da APED que decorreu nos dias 3 e 4 de maio, foi marcado pelo sucesso e levou ao Museu do Oriente, em Lisboa, cerca de 400 participantes e reputados peritos nacionais e internacionais em distribuição, sustentabilidade, turismo e energia.

As palavras de Jorge Jordão, presidente da APED, e uma mensagem do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, na qual sublinhou a importância do setor da distribuição para a economia nacional, deram início à primeira manhã do evento.

O programa continuou com a intervenção de Luís Amado, Ministro dos Negócios Estrangeiros entre 2006 e 2011, onde se falou sobres os desafios geoestratégicos da atualidade, desde a temática do terrorismo aos impactos da crise económica passando pela globalização. Qual será a razão para a falta de crescimento da União Europeia? Como combater o problema da estagnação? Será que a estagnação passa a ser a nova norma a considerar? Ou estamos perante um contexto de mudança estrutural profunda a nível global? Foram algumas das questões levantadas no decorrer da sua participação.

Nesta primeira manhã do Congresso APED decorreu ainda a mesa-redonda sobre petróleo, geopolítica e consumidores moderada por Nicolau Santos, diretor-adjunto do Expresso, com a participação de António Costa Silva, José Caleia Rodrigues, Manuel Santos Vítor, Miguel Monjardino e Paulo Carmona.

Cada interveniente perspetivou a relação dos Estados Unidos com os demais parceiros e concorrentes no acesso às fontes de energia; as mutações em curso, tanto do lado dos países produtores como dos consumidores; o domínio das novas tecnologias de extração do gás, associando a esta nova era uma geografia energética que relega para segundo plano, mais uma vez, a importância de África questionando as teorias sobre o declínio do Ocidente.

No encerramento desta primeira manhã teve início a análise específica dos desafios do retalho, protagonizada por Peter Fisk. O especialista em estratégia e fundador da Genius Works apresentou o tema “Gamechangers: new consumers, new business models, new solutions”.

Fisk falou de cinco formas de atrair os consumidores: apostar na rapidez e facilidade; apresentar um mundo mais humanizado e preocupado com os outros; desenvolver conceitos personalizados e criativos; apostar no social media e na partilha (como as redes sociais Instagram e Pinterest); fomentar as experiências reais. “Procurem a mudança, descubram como podem fazer as coisas de forma diferente”, afirmou. Peter Fisk terminou a sua intervenção com um conselho: “Be bold. Be brave, be brilliant”.