​APED lança campanha de sensibilização sobre uso sustentável do plástico​

APED_campanha_plastico.png

A APED – Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição apresenta hoje uma campanha de sensibilização dirigida ao consumidor sobre o uso sustentável do plástico, que estará presente em cerca de 1000 lojas e nas plataformas online e redes sociais dos associados.

Com o mote “O plástico está a dar a volta ao mundo. Vamos dar a volta ao plástico!”, a iniciativa pretende consciencializar o consumidor para este tema, apelando à importância da reciclagem.

Esta campanha vem juntar-se a um conjunto de iniciativas voluntárias já adotadas pelas empresas do setor relacionadas com o uso do plástico, entre as quais se contam a aposta no ecodesign de embalagens de produtos de marca própria, na venda de produtos a granel e na disponibilização de sacos reutilizáveis para transporte das compras, soluções que contribuem para minimizar o impacte ambiental associado ao material plástico.

“A APED tem promovido, junto dos seus associados, a adoção de medidas que contribuem para padrões de consumo e produção mais sustentáveis e para o cumprimento das metas definidas da recente Estratégia Europeia dos Plásticos para 2030. As empresas associadas têm vindo a colaborar de forma significativa para este desígnio, e esta campanha é prova do forte compromisso de todo o setor nesta matéria”, destaca Gonçalo Lobo Xavier, diretor-geral da APED.

O responsável reforça que “a APED tem também atuado com uma abordagem setorial integrada, refletida, por exemplo, em documentos de referência e instrumentos de trabalho como a ‘Carta da Sustentabilidade’, o ‘Guia de Boas Práticas Ambientais’ e o ‘Compromisso Circular’.

Esta campanha é hoje apresentada no âmbito da primeira edição do “Fórum do Retalho para a Sustentabilidade”, organizado pela APED, que contará com a presença do Ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, do Secretário de Estado Adjunto e do Comércio, Paulo Alexandre Ferreira.

Este Fórum, dedicado especificamente ao tema “Plástico”, pretende promover o diálogo e colaboração intersetorial, através da partilha de boas práticas e identificação de oportunidades e barreiras na transição para uma economia mais circular, e contará com o contributo de representantes da cadeia de valor como Jorge Henriques, da FIPA - Federação das Indústrias Portuguesas Agro-Alimentares, Nuno Lacasta, da Agência Portuguesa do Ambiente, e Pedro Colaço, da Associação Portuguesa da Indústria de Plásticos.