Notícias

EuroCommerce defende necessidade de respostas à crise energética

09-09-2022

No âmbito da reunião extraordinária dos Ministros da Energia da União Europeia, o EuroCommerce reitera a urgência de uma solução para a atual crise energética e apela a uma ação imediata que estabilize os mercados de energia e garanta a sustentabilidade do setor.

Em comunicado, o EuroCommerce reconhece o contributo do setor do Retalho e Distribuição para a poupança energética, referindo, contudo, que devido à subida dos custos energéticos e às margens muito baixas (1 a 3%) com que operam, os retalhistas têm dificuldade em absorver o impacto do aumento dos custos de produção, o que se reflete no preço final para o consumidor.

Salientando a importância de assegurar a continuidade das atividades do setor, o EuroCommerce propõe um conjunto de medidas para fazer face à crise energética, nomeadamente o acesso não discriminatório a medidas de curto prazo para compensar as empresas do impacto dos custos energéticos; apoio ao investimento no âmbito de mecanismos como PRR; incentivo a medidas imediatas relativas a energias renováveis; apoio a consumidores com baixos rendimentos; considerar o Retalho e Distribuição um setor prioritário no âmbito de medidas de poupança de energia.