Notícias

Educação é fundamental para a transição digital, defende presidente da APED

10-05-2021

A educação é “fundamental para capacitar as pessoas e fazer uma transição digital sem deixar ninguém para trás”, afirmou Isabel Barros, presidente da APED e vice-presidente da CIP, durante a sua intervenção no Fórum Portugal Digital, no painel Empresa Digital, que se realizou no dia 4 de maio.
Isabel Barros considerou que “as pessoas e as suas competências são dos maiores desafios que se colocam a Portugal” e apesar de o país ter feito muito na educação da população “nas competências digitais, por exemplo, ainda estamos aquém da realidade que se vive em alguns países da Europa”. Por isso, a educação continua a ser o grande desafio de Portugal, quer do Estado, quer das empresas, quer até das pessoas, que têm de se envolver no processo.

A presidente da APED, que esteve presente no Fórum também na qualidade de vice-presidente da CIP, considerou ainda que é necessário fazer um “planeamento estratégico da força de trabalho em Portugal” preparando-a para as mudanças que se verificarão no mercado de trabalho por causa da transição digital.

Esta transição é “um desafio e uma oportunidade” para as empresas e a tecnologia será fundamental em todo o processo, defendeu Isabel Barros. No caso do retalho, por exemplo, já ajudou a ajustar todas as cadeias de abastecimento e a simplificar processos permitindo à distribuição continuar a alimentar Portugal durante a pandemia, recordou a presidente da APED.

Isabel Barros salientou ainda que estamos a assistir a uma transformação do consumidor, “que adota um regime híbrido, entre o digital e canal físico”, e que essa é uma tendência que veio para ficar. Aliás, híbrido é uma palavra-chave para o futuro do retalho quer se esteja a falar do consumidor ou das empresas, tendo sempre como pano de fundo a omnicalidade.