Notícias

Devolução de garrafas de bebidas em plástico vale prémios

13-03-2020

O projeto para a devolução de garrafas de bebidas em plástico através de máquinas de recolha automática começou hoje, 13 de março, em 23 grandes superfícies comerciais, de norte a sul do país. “Quando do velho se faz novo, todos ganham. Ganha o planeta!” é o mote desta iniciativa que premeia os adeptos da reciclagem.

Este projeto-piloto é gerido por um consórcio composto pela Associação Águas Minerais e de Nascente de Portugal, Associação Portuguesa das Bebidas Refrescantes Não Alcoólicas (PROBEB) e a Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED) e tem como objetivo incentivar os cidadãos a adotarem comportamentos sustentáveis para que o material recolhido seja reciclado e incorporado como matéria-prima na produção de novas garrafas.

As regras de utilização e funcionamento são bastante simples. Os cidadãos depositam nas máquinas as garrafas de bebidas em plástico, do tipo PET, não reutilizáveis, de águas, sumos, refrigerantes ou bebidas alcoólicas, e recebem um talão no valor total correspondente às garrafas devolvidas, de dois cêntimos por cada garrafa entre 0,1 e 0,5 litros, e cinco cêntimos por cada garrafa acima de 0,5 e até 2 litros.

Estes talões podem ser utilizados em compras, de valor igual ou superior, na loja ou insígnia onde as garrafas foram entregues. O valor recebido também pode ser doado a uma instituição de solidariedade social, bastando para isso selecionar essa opção no ecrã da máquina no final da operação.

Com o plástico recolhido serão produzidos materiais reciclados de elevada qualidade para a incorporação em novas garrafas de bebidas, promovendo a sustentabilidade ambiental através de uma economia mais circular.

A localização das 23 máquinas de recolha de garrafas bebidas em plástico pode ser consultada no site https://dovelhosefaznovo.pt/

O Fundo Ambiental do Ministério do Ambiente e Ação Climática, através do aviso n.º 12599/2019, de 23 de julho, financia a 100% este projeto piloto, num montante de 1 665 000 euros. Este é um projeto muito importante para preparar a implementação do futuro sistema de depósito de embalagens de bebidas, que deverá suceder a este sistema de incentivo a partir de 1 de janeiro de 2022.